O que fazer em Centro Habana e Habana Vieja (Havana, Cuba)

【English】To read the English version, click here.

【日本語】日本語版はこちらをクリックしてください。

 

Esta é a continuação do meu post sobre Havana, Cuba

Como muitos dizem, a cidade parece que parou no tempo. Lá podemos ver edifícios antigos, carros clássicos de mais de 60 anos atrás circulando normalmente.

A história do país começa com a chegada do explorador Cristóvão Colombo, em 1492, depois da colonização, independência, combates, opressão, revolução, regime socialista, bloqueio econômico e etc., o país tenta se recuperar das grandes crises, agora com o turismo, que se tornou uma das principais fontes de renda do país.

Centro Habana e Habana Vieja (Havana, Cuba)

Transporte

Existem várias maneiras de conhecer os pontos principais da capital de Cuba, como táxis comuns, táxis em carros clássicos, bicitaxis, cocotaxis, ônibus comuns, ônibus de turismo (como o da foto abaixo) e etc. Eu escolhi conhecer tudo a pé, pois gosto de caminhar e não queria gastar dinheiro. Para quem quer se aventurar, também é possível utilizar ônibus e táxis coletivos.

Vi muitos cubanos utilizando esses táxis, que são carros comuns que vão parando pelas ruas principais, parece que é só verificar o sentido que o motorista está seguindo e pedir para parar quando quer descer. Como os táxis comuns são muito mais caros, os cubanos usam os coletivos no dia a dia.

Ônibus de turismo em Habana e Habana Vieja (Havana, Cuba)

Os carros clássicos hoje em dia são muito utilizados para atrair turistas. Andando pela cidade podemos ver muitos carros parados e motoristas oferecendo city tours, o preço é um pouco salgado, mas é um passeio muito procurado pelos turistas, normalmente, um passeio pelas principais atrações da cidade nesses carros custa cerca de 35 CUC (35 dólares americanos).

Uma corrida até o aeroporto em um táxi comum custa 25 CUC, em um carro clássico custa 40 CUC. Eu queria muito andar em um carro desses mas resolvi decidir no último dia, assim economizaria ao máximo durante a minha estadia em Cuba. Na minha última noite em Havana resolvi ficar em um hostel mais barato para gastar o resto do meu dinheiro com a ida ao aeroporto em um carro antigo. Os motoristas são muito receptivos e tiram várias fotos para deixar de recordação (eles sabem como agradar um turista haha).

Transporte em Habana e Habana Vieja (Havana, Cuba)Carros clássicos em Habana e Habana Vieja (Havana, Cuba)

Conhecendo Havana a pé

Bom, fora esse passeio de carro, eu conheci os principais pontos turísticos a pé mesmo, cada dia eu andava em direção a um sentido.

Eu estava hospedada próximo ao Capitólio, que foi a sede do parlamento entre 1929 e 1959. Em volta do Capitólio ficam os grandes hotéis e restaurantes, então encontramos muitos turistas nessa região. Muitas agências de turismo se encontram dentro destes hotéis. É a divisa dos bairros Habana Vieja e Centro Habana.

Capitólio em Habana e Habana Vieja (Havana, Cuba)

Próximo ao Capitólio, começa o Paseo de Martí, mas conhecido como Paseo del Prado. É um calçadão largo, com muitas árvores, que segue do Parque da Fraternidade até o mar. Caminhar por esse calçadão em um dia de sol é muito gostoso, podemos ver muitas pessoas descansando nos banquinhos também.

Paseo de Martí / Paseo del Prado

Seguindo pelo Paseo del Prado, chegamos ao famoso Museo de la Revolución, onde podemos aprender um pouco mais sobre a revolução cubana. A entrada é um pouco casa, 8 CUC (8 dólares), mas vale a pena visitar.

Museo de la RevoluciónMuseo de la Revolución

Outro lugar muito visitado é a Plaza de la Revolución, onde fica o memorial de José Martí e dois grandes murais com o rosto de Camilo Cienfuegos e Che Guevara. É um local bem amplo e um pouco longe do centro, mas fui a pé também, é uma boa caminhada.

Plaza de la Revolución

Memorial de José Martí e dois grandes murais com o rosto de Camilo Cienfuegos e Che Guevara

Outro lugar muito bom para conhecer a pé é o Malecón, um calçadão beira-mar, onde vemos muitas pessoas passeando e tirando fotos. É divertido observar as aves e respirar o ar puro por lá.

MalecónMalecón

Andando em sentido ao terminal de balsas (ferry), também vi muitas ruas bonitinhas, praças, galerias de arte e lojinhas. Um passeio muito bom também.

Havana, Cuba

Havana, Cuba

Como deu para perceber, a minha sugestão é conhecer a cidade a pé também. Os ônibus de turismo e táxis são bons para quem não tem muito tempo, mas é possível conhecer quase tudo a pé. Pode cansar um pouco, mas assim é possível observar as pessoas e os locais com mais calma e também descobrir lugares que não estão nos guias turísticos.

No meu último post escrevi sobre o aplicativo Maps.Me, que foi muito útil nessas minhas caminhadas. É um aplicativo de GPS offline, então não é necessário ter internet e ele mostra as rotas para os locais onde você quer visitar, assim como a distância e tempo necessário.

Havana, Cuba

No meu próximo post vou escrever sobre Varadero e Trinidad. Varadero é um resort muito visitado pelos turistas. Não gosto muito de praias, mas fiquei impressionada com Varadero, foi a praia mais bonita que visitei até hoje. Trinidad é uma cidadezinha histórica, bem conservada e é patrimônio mundial da Unesco.

Último post: HAVANA, CUBA (LA HABANA, CUBA) – PRIMEIROS PASSOS

Próximo post: VARADERO, CUBA

Se tiver alguma pergunta ou sugestão, etc., fique à vontade 🙂

Você também pode me enviar um email: backpackandme1@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s